Ouvir nãos: uma das mais importantes disciplinas criativas.

Imagem

Costumo dizer que o criativo de agência e o vendedor de balas nos semáforos são as profissões-que-mais-escutam-nãos do mundo.

Estreamos na profissão escutando nãos. Isso porque geralmente começamos com um portfolio muito ruim e levamos pauladas por onde passamos. São nãos que constroem caráter.

Depois, vindo de baixo, temos uma hierarquia toda de nãos pela frente. Começando pelos criativos mais experientes, que detonam nossas ideias, passando pelo diretor de criação que as massacram, pelo atendimento que as desprezam, chegando ao cliente que as ridicularizam.

Isso tudo vai criando uma casca na gente. E quanto mais tempo passa mais a gente estranha a fama de estrela que o profissional de criação tem. Estrelas não aceitam nãos.

O que no começo machucava, com o tempo vai calejando. E a gente vai entendendo que ter uma ideia rejeitada faz parte do processo de ter uma (boa) ideia aprovada.

Os nãos são as melhores formas de afiar critérios.

Se você acha que tudo o que você faz  faz é genial é porque você nunca teve amigos de verdade. No processo criativo para se ter uma ideia brilhante é preciso se ter várias medíocres. Afinal, uma boa ideia só é reconhecida como boa se puder ser comparada com várias ruins. Nesse quesito, receber nãos é um processo pedagógico.

Os nãos mantém os nossos pés no chão.

Eles funcionam para nos lembrar de que não somos geniais sempre. E também para nos lembrar que quem se apega muito a uma ideia é que deve ter pouca. Quem não entende isso fica com a síndrome do gênio incompreendido. E vira o chato que ninguém suporta trabalhar junto.

A capacidade de superar frustrações é o que transforma você de júnior em sênior.

Uma das maiores virtudes criativas é saber lidar com as frustrações. É ter uma ideia reprovada, levantar a cabeça, sacudir a poeira e dar a volta por cima (desculpe, não resisti).

Até porque ouvir um não é inevitável nessa profissão. Algumas das melhores ideias que eu já tive só surgiram porque as primeiras levas foram rejeitas e só assim eu pude ir cavar mais fundo e encontrar coisas realmente novas e surpreendentes.

Ouvir nãos deixa a gente mais humilde, mais consciente, mais preparado. Ouvir nãos deixa a gente mais cascudo, é como uma vacina que vai deixando a nossa imunidade cada vez mais alta. Ouvir nãos e voltar mais forte é o que vai fazendo, gradualmente, a gente transformar o Jr. depois do nome do nosso cargo em Sr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s