Grandes ideias são frágeis.

300_Wallpaper copyDove ganhou o Grand Prix no festival de Cannes esse ano. A ideia nada mais é do que um vídeo pro Youtube.

O vídeo se divide em dois momentos. No primeiro, uma mulher numa sala descreve-se para um profissional de retrato falado que está atrás de uma cortina. Eles não se veem.

Num segundo momento, uma outra mulher é convidada para descrever essa que acabou de se auto descrever para o retratista.

A ideia é mostrar a diferença entre os dois retratos falados. O que a mulher se auto descreveu é geralmente mais feio do que o retrato que a desconhecida a descreveu.

A campanha é sobre real beleza. A bandeira da marca Dove.

E eu tenho uma lista de motivos para dizer porque essa ideia não deveria ter saído do papel. Aqui vão alguns:

– Mulheres têm inveja umas das outras. Nunca uma mulher descreveria outra reparando nos seus pontos positivos. Pelo contrário.

– Por que alguém gastaria numa produção comercial que não fala de produto? Onde entra Dove nessa história?

– Quem garante que esse vídeo não é uma armação? É uma risco muito grande para uma marca ter sua reputação ameaçada numa ação como essa.

– Trata-se de uma ação machista, pois rotula a mulher como superficial e interessada apenas na aparência física.

– Vídeos para o Youtube devem ser curtos, ninguém vê vídeo com mais de dois minutos e esse tem quase sete.

Juro que se eu pensar mais um pouquinho dá pra arranjar mais meia dúzia de motivos chulos.

Todos fáceis, superficiais, covardes e burros. E todos capazes de derrubar uma grande ideia.

Grandes ideias são frágeis. E por isso precisam de proteção.

Quando você julgar ter uma grande ideia, pense na melhor forma de protegê-la. Uma grande ideia precisa das melhores e mais influentes mentes para essa missão.

Por isso que uma das mais importantes tarefas de um dirigente de agência é vender as grandes ideias do seu time.

Lembra daquela história de que bater penalti em final de campeonato é tão importante que o presidente do Clube deveria bater?

É que não adianta nada ter um time de talentos capaz de conceber coisas incríveis se no final, na hora de aprovar, a agência não tiver o mesmo talento.

Porque  agência criativa é a que aprova coisas criativas. E se ela não estiver mobilizada para defender suas melhores ideias com seus melhores soldados, é como nadar, nadar, nadar e morrer na praia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s